USO DO TERRITÓRIO PARA INOVAÇÃO (the use of the territory for innovation)

  • Giovana Mendes Oliveira UFPEL

Abstract

Na dinâmica da sociedade capitalista ocorre uma constante reorganização dos atores hegemônicos para a obtenção de maiores percentuais de lucratividade; com isso novos usos são feitos do território. No momento atual observa-se a produção de territórios para gerar inovação, aqui entendida como produção de uma novidade para o mercado. Esse fenômeno não é homogêneo no mundo; localiza-se em cidades e produz diferenciações nessas áreas. Os novos territórios nas cidades são materializados por aglomerações chamadas tecnopolos, parques tecnológicos e até mesmo incubadoras tecnológicas. Sua materialidade é produzida a partir de ações destes atores sinérgicos, como poder público, empresas e universidades. O presente trabalho busca mostrar esse processo a partir de um estudo de caso de Caxias do Sul-RS, um município brasileiro que abriga um forte polo metal mecânico. Apresentam-se como atores hegemônicos as empresas exportadoras, a universidade e também as médias empresas. 

Palavras-chaves: Cidades, Territórios, Inovação, Competitividade.

ABSTRACT

In the dynamics of capitalist society, a constant reorganization of hegemonic actors occurs in order to obtain higher percentages of profitability with the consequence that territories are used in a new way. In the present time, it is possible to see the production of territories to generate innovation, which is here understood as the production of a novelty for the market. This phenomenon is not homogeneous in the world; it is located in towns and produces differentiations in these areas. The new territories in the cities are materialized by agglomerations called technology hubs (tecnopolos), technology parks, or even technology incubators. Their materiality is produced from actions taken by such synergetic actors, such as public authorities, companies and universities. This paper aims to show this process based on a case study in the city of Caxias do Sul, in the State of Rio Grande do Sul, a Brazilian municipality which is home to a powerful metal-mechanical hub. Hegemonic actors there are export industries, university, and also mid-sized businesses. 

Key words: Cities, Territories, Innovation, Competitiveness.

RESUMEN

En la dinámica de la sociedad capitalista ocurre una constante reorganización de los actores hegemónicos para la obtención de mayores porcentajes de lucro; con eso nuevos usos son realizados del territorio.  En el momento actual se observa la producción de territorios para generar innovación, aquí entendida como producción de una novedad para el mercado.  Este fenómeno no es homogéneo en el mundo; se localiza en ciudades y produce diferenciaciones en esas áreas.  Los nuevos territorios en las ciudades son materializados por aglomeraciones llamadas tecno-polos, parques tecnológicos y hasta incluso incubadoras tecnológicas.  Su materialidad es producida a partir de acciones de estos actores sinérgicos, tales como el poder público, las empresas y las universidades.  El presente trabajo busca mostrar ese proceso a partir de un estudio de caso de Caxias do Sul (estado de Río Grande do Sul), un municipio brasileño que abriga un fuerte polo metal-mecánico.  Se presentan como actores hegemónicos las empresas exportadoras, la universidad y, también, las empresas medianas. 

Palabras claves: Ciudades, Territorios, Innovación, Competitividad.

Author Biography

Giovana Mendes Oliveira, UFPEL
doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) , mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000) e graduação em Geografia na mesma instituição( 1991). É professora da Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de ensino e pesquisa, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de Geografia, reestruturação produtiva, globalização, inovação tecnológia. 
Published
06/06/2014
How to Cite
OLIVEIRA, Giovana Mendes. USO DO TERRITÓRIO PARA INOVAÇÃO (the use of the territory for innovation). Mercator, Fortaleza, v. 13, n. 2, p. 53 a 60, june 2014. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/1024>. Date accessed: 30 mar. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

cidades, territórios; inovação e competitividade