CAATINGA E DESERTIFICAÇÃO (the Caatinga and desertification)

  • Bartolomeu Israel Souza Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa
  • Rafael Cámara Artigas Universidad de Sevilla, Espanha
  • Eduardo Rodrigues Viana de Lima Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa

Abstract

O desmatamento elevado no Bioma Caatinga vem gerando processos de desertificação em diversas áreas, alterando diretamente a biota, o microclima e os solos, sendo fundamental o desenvolvimento de técnicas de pesquisa capazes de incorporar informações que identifiquem o estado dos recursos naturais, apontando os seus relacionamentos e alguns caminhos a serem tomados para uma intervenção eficiente que gere a recuperação e o aproveitamento sustentável das terras nesse ambiente. O MTLFC constitui-se em um conjunto de técnicas utilizado pela primeira vez no Brasil para analisar áreas submetidas à desertificação, apresentando indicadores biogeográficos, climatológicos, geomorfológicos e hidrológicos. Através da aplicação do método em uma área do município de São Domingos do Cariri (PB), foi identificada uma diversidade vegetal muito baixa (13 espécies e 489 indivíduos), dominância de poucas espécies (5) e baixa abundância, com maior número de indivíduos nos estratos arbustivo alto e arbustivo, tendo como causa a retirada excessiva de vegetação, as queimadas e o uso contínuo pelo gado caprino. O Balanço Hídrico apresentou-se negativo, havendo indicação de que a atividade vegetativa depende da precipitação oculta. Os solos apresentaram crosta superficial de origem antrópica, tornando a aridez edáfica ainda mais acentuada, associada aos baixos níveis de fertilidade, particularmente o potássio e a matéria orgânica. 

Palavras-chave: Desertificação; MTLFC; Indicadores naturais; Uso dos solos. 

ABSTRACT

High deforestation in the Caatinga Biome has been generating processes of desertification in several areas, directly altering the biota, the microclimate and the soils, being essential the development of research techniques able to incorporate information which identify the state of natural resources, pointing their relationships and some paths to be taken for an effective intervention which may generate the recovery and sustainable use of land in this environment. The MTLFC consists of a set of techniques used in Brazil for the first time to analyze areas subjected to desertification, presenting biogeographic, climatological, geomorphological and hydrological indicators. By applying the method in an area of the city of São Domingos do Cariri (PB), it has been identified a very low plant diversity (13 species and 489 individuals), dominance of a few species (5) and low abundance, with the largest number of individuals in tall shrub and shrub strata, caused by the excessive removal of vegetation, fires and continuous use by the goats. The Water Balance was negative so that it indicated that the vegetative activity depends on hidden precipitation. The soils have presented surface crust of an anthropic origin, making edaphic aridity even more pronounced, associated with low fertility levels, particularly potassium and organic matter.

Key words: Desertification; MTLFC; Natural indicators; Land Use.

RESUMEN

La deforestación en el Bioma Caatinga ha generado procesos de desertificación en varias áreas, alterando directamente la biota, el microclima y el suelo, siendo fundamental el desarrollo de técnicas de investigación capaces de incorporar informaciones que identifiquen el estado de los recursos naturales, señalando sus relaciones y algunos caminos a seguir para una intervención efectiva que genere la recuperación y el uso sostenible de las tierras en este ambiente. El MTLFC consiste en un conjunto de técnicas utilizado por primera vez en Brasil para analizar areas desertificadas, presentando indicadores biogeográficos, climáticos, geomorfológicos e hidrológicos. Al aplicar el método en un área de São Domingos do Cariri (PB) se identificó una diversidad vegetal muy baja (13 especies y 489 individuos), el dominio de unas pocas especies (5) y baja abundancia, con mayor numero de individuos en los estratos arbustivo alto y arbustivo, teniendo como causa la eliminación excessiva de la vegetación, los incendios y el uso continuo del ganado caprino. El balance hídrico fué negativo, havendo indicios de que la actividad vegetativa depende de la precipitación oculta. Los suelos presentaron costra superficial de origen antropogénico, lo que hace la aridez edáfica aún más pronunciada asociada con los niveles de fecundidad bajos, sobre todo potasio y materia orgánica.

Palabras-clave: Desertificación; MTLFC; Indicadores naturales; Uso del suelo.

Author Biographies

Bartolomeu Israel Souza, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa
Professor do Departamento de Geociências da UFPB. Leciona na graduação e pós-graduação do Programa de Pós-Graduação em Geografia, nas áreas de Geografia Física e Geografia Ambiental.  
Rafael Cámara Artigas, Universidad de Sevilla, Espanha
Prof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Geografía Física y Análisis Geográfico Regional, Facultad de Geografía e História de la Universidad de Sevilla – C/ María de Padilla, s/n, CEP: 41004. Sevilla/Espanha. Tel/Fax: 00-34-954551366 – rcamara@us.es.  
Eduardo Rodrigues Viana de Lima, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa
Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Quantificação em Geografia, atuando principalmente nos seguintes temas: Geoprocessamento, Geografia, Sensoriamento Remoto, Cartografia, Análise Geoambiental. Bolsista Produtividade do CNPq.
Published
24/04/2015
How to Cite
SOUZA, Bartolomeu Israel; ARTIGAS, Rafael Cámara; LIMA, Eduardo Rodrigues Viana de. CAATINGA E DESERTIFICAÇÃO (the Caatinga and desertification). Mercator, Fortaleza, v. 14, n. 1, p. 131 a 150, apr. 2015. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/1089>. Date accessed: 02 apr. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

Desertificação, MTLFC, Indicadores Naturais, Uso dos Solos