DA DICOTOMIA RURAL-URBANO À URBANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO NO BRASIL

  • Celso Donizete Locatel Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Abstract

Admitindo-se que não existe uma linha demarcatória, nem uma fronteira que delimita campo e cidade, o propósito desse artigo é discutir alguns dos enfoques que estão sendo empregados para a análise do rural e do urbano, como a dicotomia rural-urbano e a dicotomia campo-cidade, a concepção de continuum rural-urbano e, em especial, a urbanização do campo. Para tanto, foram adotados, como procedimentos metodológicos, a análise da bibliografia nacional e internacional, que aborda esses temas, além de se utilizar de exemplos concretos de fenômenos e processos verificados no campo brasileiro e europeu, não para mera ilustração, mas para corroborar com o debate de tais ideias. Somente quando se entende o campo como forma, que é permeada por conteúdos, por um lado, próprio do mundo rural, ou seja, um conjunto complexo que engloba o social, o cultural, o econômico e o interpessoal, e não simplesmente o agrícola, que está limitado aos aspectos econômicos e, por outro lado, por conteúdos urbanos, é que se pode falar de urbanização do território, logo do campo e da cidade como partes de uma mesma realidade. Assim, para entender a complexidade atual do meio rural e a real intensidade do processo de urbanização no Brasil é necessário realizar uma análise da dinâmica socioterritorial, ou seja, uma análise que rompa com a dicotomia campo-cidade e que busque uma redefinição de conceitos imprescindíveis para a interpretação da complexidade territorial.

Palavras-chave: Urbanização. Rural e Urbano. Conteúdo e forma.

ABSTRACT

Considering that there is not a borderline and a limit between urban and rural, this essay aims to discuss some approaches to analyze urban and rural, like the dichotomy “urban-rural” and “city-countryside”, the idea of an urban-rural continuum and, specially, countryside urbanization. Therefore, methodological procedures that approach this subject such as national and international bibliography research was adopted, as well as actual and concrete phenomena seen at the Brazilian and European countryside to substantiate the defended concepts. For talking about a territorial urbanization, on both countryside and city, as part of the same reality, it is necessary understand the countryside as a form fully with contents that belong particularly to the rural world – a complex whole that include interpersonal, cultural, social and economic dimensions, and not only the agricultural restricted to economic features –, and as a form fully with urban phenomena. Thus, to understand the current complexity of the rural environment and the real intensity of the Brazilian urbanization process, it requires analyses the “socio-territorial” dynamics, breaking the countryside-city dichotomy and trying to redefine indispensable concepts to understand the territorial complexity.  

Key words: Urbanization, Urban and Rural, Form and Content.

RESUMEN

Partiendo de que no existe una línea demarcatoria y una frontera delimitada entre el campo y la ciudad, el propósito de este artículo es discutir algunos de los enfoques que están siendo usados para el análisis de lo rural y lo urbano, tales como la dicotomía rural-urbano y la dicotomía campo-ciudad, la concepción de continuum rural-urbano y, en especial, la urbanización del campo. Para ello fueron adoptados como procedimientos metodológicos el análisis de bibliografía nacional e internacional que abordan estos temas, más allá de usar ejemplos concretos de fenómenos y procesos verificados en el campo brasileño y europeo, no como mera ilustración, sino para corroborar las ideas defendidas. Solamente cuando se entiende que el campo como forma, que es permeada por contenidos, por un lado, propio del mundo rural, o sea, un conjunto complejo que engloba lo social, lo cultural, lo económico y lo interpersonal, y no simplemente lo agrícola que está limitado a los aspectos económicos, y, por otro lado, por contenidos urbanos, es que se puede hablar de urbanización de un territorio, y así del campo y la ciudad como parte de una misma realidad. De esta forma, para entender la complejidad actual del medio rural y la real intensidad del proceso de urbanización brasileña es necesario realizar un análisis de la dinámica socioterritorial, o sea, un análisis que rompa con la dicotomía campo-ciudad y que busque una redefinición de conceptos imprescindibles para la interpretación de la complejidad territorial.

Palabras clave: Urbanización, Rural y Urbano, Contenido y Forma.


DOI:

Author Biography

Celso Donizete Locatel, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Professor do Núcleo de Pós-Graduação em Geografia da UFS. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento rural, modernização da agricultura, políticas públicas, sujeição da renda da terra e agricultura familiar.
Published
11/09/2013
How to Cite
LOCATEL, Celso Donizete. DA DICOTOMIA RURAL-URBANO À URBANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO NO BRASIL. Mercator, Fortaleza, v. 12, n. 2, p. 85 a 102, sep. 2013. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/1176>. Date accessed: 30 mar. 2020.

Keywords

Urbanização. Rural e Urbano. Conteúdo e forma.