DESIGUALDADES SOCIOESPACIAIS E ÁREAS DE VULNERABILIDADES NAS CIDADES (social and spatial inequalities and areas of vulnerability in the cities)

  • Nelba Azevedo Penna Universidade de Brasília - Brasília (DF)
  • Ignez Barbosa Ferreira Universidade de Brasília - Brasília (DF)

Abstract

Propomos abordar a discussão da questão da vulnerabilidade social, a partir de uma perspectiva territorial e social, entendida como um processo no qual interagem as condições do território (estrutura de oportunidades) e as potencialidades da população que nele habita. De um modo geral, a temática da vulnerabilidade é entendida em termos ecológicos e ambientais. No presente trabalho ela é definida como um risco social caracterizado pela concentração da precariedade de serviços coletivos e de investimentos públicos em infraestruturas no território, que desse modo provocam a desproteção social das comunidades mais carentes. É a interação dessas características com as sociais, econômicas e culturais da população do lugar (suas potencialidades) que resultaria no grau de vulnerabilidade dos lugares. Buscamos analisar aqueles conceitos que nos levam a realizar uma reflexão a respeito da articulação entre as vulnerabilidades sociais e espaciais, pois é essa articulação que permite interpretar a configuração territorial que reúne a materialidade própria do território e a vida social que anima essa existência material, dada pela ação das relações sociais. Assim, esperamos contribuir para promover o reconhecimento dos direitos individuais, melhorar as condições de vida das famílias e, ainda mais, o desenvolvimento econômico, urbanístico e social das comunidades.

Palavras-Chave: Vulnerabilidade social e espacial, Estrutura de oportunidades, Desigualdades sociais.

ABSTRACT

We propose to approach the discussion of the issue of social vulnerability, from a territorial and social perspective, understood as a process of interaction between the conditions of the territory (opportunity structure) and the potential of the population that inhabits it. In general, the issue of vulnerability is understood in  ecological and environmental terms. In this work it is defined as a social risk characterized by the concentration of the precariousness of collective services and public investment in infrastructure in the territory, which thereby causes a lack of social protection of the poorest communities. It is in the interaction between the social, economic and cultural aspects of the population and the place they inhabit (its potentialities) that would result in the degree of vulnerability of those places. We sought to analyze those concepts that lead us to hold a discussion about the relationship between social and spatial vulnerabilities, it is this articulation that allows us to interpret the territorial configuration that meets the materiality that is proper to the territory and the social life that animates this existence, given by the action of social relations. Thus, we hope to contribute to promote the recognition of individual rights, improve the living conditions of families and, even more, the economic, social and urban development of communities.

Key words: Social and Spatial vulnerability, Opportunity structure, Social inequalities.

RESUMEN

Proponemos abordar la discusión de la cuestión de la vulnerabilidad social, desde una perspectiva territorial y social, entendida como un proceso de interacción entre las condiciones del territorio (estructura de oportunidades) y el potencial de la población que lo habita. En general, la cuestión de la vulnerabilidad se entiende en términos ecológicos y ambientales. Aqui la se define como un riesgo social que se caracteriza por la concentración de la precariedad de los servicios colectivos y la inversión pública en infraestructuras en el territorio, que causan la vulnerabilidad social de las comunidades más pobres. Es la interacción entre las caracteristicas sociales de la población , económicas y culturales (sus posibilidades) que se traduciría en el grado de vulnerabilidad de los lugares. Se analizan los conceptos que nos llevan a mantener una discusión sobre la relación entre las vulnerabilidades sociales y espaciales, permitiendo la interpretación de la configuración territorial  del propio territorio, la materialidad y la vida social que anima a esta existencia, dados por la acción de las relaciones sociales. Por lo tanto, esperamos contribuir a promover el reconocimiento de los derechos individuales, mejorar las condiciones de vida, económicas, sociales y urbanas, de las familias y las comunidades.

Palabras clave: Vulnerabilidad social y espacial, Estructura de oportunidades, Desigualdades sociales.

Author Biographies

Nelba Azevedo Penna, Universidade de Brasília - Brasília (DF)
Doutora em Geografia Humana pela Faculdadede de Arquitetura e Urbanismo (FAU - Universidade de São Paulo /2000). Estágio (bolsa doutorado) em Geografia Urbana na Universidade de Barcelona (1998). Atualmente é professora adjunta do Departamento de Geografia da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Geografia Urbana com ênfase nas seguintes Linhas de Pesquisa: Urbanização e Gestão do Território e do Meio Ambiente Urbano; Planejamento Urbano, e Produção do Espaço.
Ignez Barbosa Ferreira, Universidade de Brasília - Brasília (DF)
Pós-graduação em Geografia pela Universidade de Paris I(1963), Professora Emérita(2007). Atualmente é pesquisador associado da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Geografia urbana, com ênfase em Distribuição Espacial Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: urbanização, planejamento urbano, organização territorial, Brasilia e teoria da Geografia.
Published
18/12/2014
How to Cite
PENNA, Nelba Azevedo; FERREIRA, Ignez Barbosa. DESIGUALDADES SOCIOESPACIAIS E ÁREAS DE VULNERABILIDADES NAS CIDADES (social and spatial inequalities and areas of vulnerability in the cities). Mercator, Fortaleza, v. 13, n. 3, p. 25-36, dec. 2014. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/1331>. Date accessed: 30 mar. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

vulnerabilidade social e espacial; estrutura de oportunidades; desigualdades sociais.