GEOGRAFIA E GÊNERO: da crítica à racionalidade a uma aproximação pós-estruturalista (geography and gender: from the critique of rationality toward post-structuralism)

  • Almir Nabozny UNICENTRO
  • Marcio Jose Ornat Universidade Federal do Rio de Janeiro

Abstract

O presente ensaio tem por objetivo discutir a abordagem de gênero sob a luz da crítica à racionalidade branca, masculina e européia. Evidencia-se que a discussão ao modelo de racionalidade científica não é autentica ao momento atual, pois suas raízes remontam a própria sistematização da ciência moderna. Deste modo os estudos de gênero alinham-se aos debates já existentes a matriz teórico-metodológica racionalista. Da mesma forma demonstramos que o gênero e a Geografia até então categorizados, tencionam as forças postas através do espaço. Porém, esta não rompe totalmente com as fronteiras dicotômicas. Apontamos para a possibilidade de incorporar na pauta geográfica um olhar não dicotômico relacionado apenas a homens e mulheres, mas uma agenda que dê visibilidade a sujeitos que não se estruturam nestas rígidas fronteiras de gênero se constituindo para além da organização posta.

Palavras-chaves: Geografia, Gênero, Racionalismo/Não Racionalismo.

ABSTRACT

The present practice own at objective discuss the approach of gender below the light of the critic the rationality write, masculine and european. Is evidence as the discussion of the model of rationality scientific no is authentic of the moment now, for her bases remounting the particular systematization of science modern. Of this mode the students of gender lined the debates now existents the matrix theoretical-methodology rationalist. Of the equal form evidencing as the gender and Geographyc by now categorized, intended the forces collops through of the space. But, this no burst totally as the borders dichotomycs. Sharpend for the possibilits of incorporate in stave geographic one look no dichotomycs connected alone a mens and womans, but one diary as of visibility the subject as no oneself structured in rigids borders of kind oneself corporate for beyond of the organization collop.

Key words: Geographic; Gender; Rationalism/No Rationalism.

RESUMEN

El presente ensayo tiene por objetivo abordar el  género bajo la luz crítica  de la  racionalidad blanca, masculina y europea. Es evidente que la discusión del modelo de racionalidad científica no es auténtica con el momento actual, pues sus raíces se remontan a la propia sistematización de la ciencia moderna. De este modo los estudios de género acompañan a los debates ya existentes en la matriz teórico-metodológica racionalista. De la misma forma demostramos que el género y la Geografía hasta entonces categorizados,  proyectan las fuerzas dispuestas a través del espacio. Sin embargo, esta no rompe totalmente con las fronteras dicotómicas. Apuntamos hacia la posibilidad de incorporar en la pauta geográfica una mirada no dicotómica relacionada solamente a hombres y mujeres, pero una agenda que dé visibilidad a los sujetos que no se estructuran en estas rígidas fronteras de género constituyéndose  más allá de la organización dispuesta.

Palabras-Claves: Geografía, Género, Racionalismo/No Racionalismo.

DOI: 10.4215/RM2009.0815.0003

Author Biographies

Almir Nabozny, UNICENTRO
Geógrafo (PR-94985/D) e Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2005). Tem experiência em ciências-humanas, com ênfase em Geografia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: Gênero,política, cultura,espaço geográfico e sexualidade. Mestre em Gestão do Território pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Atualmente é professor colaborador (não efetivo) do Departamento de Geografia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) Campus de Irati. Membro da equipe de coordenação da Rede de Geografia e Gênero da América Latina - REGGAL (http://www.reggal.uepg.br/) . E colaborador no site http://www.territoriolivre.net que prima pelo desenvolvimento e divulgação de geotecnologias livres.
Marcio Jose Ornat, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Licenciado e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Mestre em Gestão do Território no Programa de Pós-graduação em Geografia da UEPG. Doutorando no Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É membro da equipe técnica responsável pelo site: http://www. territoriolivre.net/. É pesquisador do Grupo de Estudos Territoriais (GETE), trabalhando desde o ano de 2003 com as temáticas envolvendo geografia e gênero, sexualidade e geografia feminista. Compõe a equipe de coordenação da Rede de Estudos de Geografia e Gênero da América Latina (http://www.reggal.uepg.br/).
Published
15/06/2009
How to Cite
NABOZNY, Almir; ORNAT, Marcio Jose. GEOGRAFIA E GÊNERO: da crítica à racionalidade a uma aproximação pós-estruturalista (geography and gender: from the critique of rationality toward post-structuralism). Mercator, Fortaleza, v. 8, n. 15, p. p. 29 a 35, june 2009. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/225>. Date accessed: 06 apr. 2020.
Section
ARTICLES