RURAL TERRITORIAL DEVELOPMENT POLICY IN ALAGOAS ALTO SERTÃO, BRASIL

experiences of the Social Management in Alto Sertão Alagoano

Abstract

The policy of rural territorial development in Brazil goes through impasses and ruptures after thirteen years of execution, and it is pertinent to highlight the importance of analyzing case studies to understand the extent of its consolidation in Brazil. Initially, it is important to include the territory as a category that transcends geography in this area, involving related areas, in particular the question of the institutional capture of the category. The objective is to understand in this process the problematic of the so - called social management of rural territories as a governance mechanism in the line of rural development with territorial interface starting from the functioning of the Territorial Collegiate (CODETER), having as a case study the Territory of Alto Sertão Alagoano ( TASA). We deal with social management based on the documents produced between 2014 and 2017 of the collegiate plenaries of the territory on screen, focusing on the issue of the correlation of forces of social actors represented in the collegiate, territorial guidelines and extraterritorial. The study is exploratory with a qualitative approach. The results demonstrated that the territorial approach is a phenomenon in consolidation and the arrangement operates as a very particular instrument, unlike other more conventional arrangements, involving integration issues in the rural world.

Keywords: Hail; Geostatistical tools; Civil Defense; Social Vulnerability. 

Author Biography

José Eloízio da Costa, Universidade Federal de Sergipe

Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista - Campus de Rio Claro (1999) na área de concentração Organização do Espaço. É Professor Associado IV do Departamento de Geografia e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Sergipe. Orienta nos três níveis: graduação (PIBIC e PIBIT), mestrado e doutorado. É líder do Grupo de Pesquisa Sobre Transformações no Mundo Rural, credenciado no CNPq e certificado pela instituição, onde agrega diversos projetos de pesquisa na área de Desenvolvimento Rural. Na Graduação atua nas disciplionas de Geografia Humana (Geografia Econômica, Geografia Política e Geografia da Produção, Circulação e Consumo), e na Pós-Graduação em Tópicos Especiais com temas voltados à Legislação Agrária e Ambiental, além de disciplinas vinculadas a Questão Regional, particularmente aos estudos sobre a região Nordeste. Destaca-se as disciplinas vinculadas ao Desenvolvimento Rural. Suas pesquisas estão concentradas nos estudos sobre os Territórios Rurais e Cidadania, dos impactos socioterritoriais das microfinanças sobre o meio rural, das tecnologias sociais aplicadas nos segmentos dos agricultores familiares. É membro da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, desde 2003 e da Rede Internacional em Desenvolvimento Territorial (RETE), na condição de sócio. Integra como membro do corpo editorial da Revista Geonordeste, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Sergipe. Nos últimos dez anos tem priorizado os estudos sobre o mundo rural, com ênfase nas questões rurais no Nordeste, especialmente nos impactos sociais e econômicos das políticas públicas voltadas para esse segmento, além dos estudos sobre desenvolvimento territorial rural e do microcrédito rural. Orienta no Programa onde estar vinculado, discentes que atuam na questão dos estudos rurais.

References

ATAS das Plenárias Territoriais do CODETER do Alto Sertão Alagoano e FREQUENCIA dos participantes. 2015-2017. Arquivo particular. 2018.
PERAFÁN, Mireya E. Valencia & et.alli. Gestão e Dinâmicas em Desenvolvimento Territorial. Curitiba: editora CRV. 2018.
PERICO, Rafael Echeverri. A Gestão Social dos Territórios: o desafio da multidimensionalidade in BACELAR, Tânia. Gestão Social dos Territórios. Brasília: IICA, 2009. Páginas 25/34.
MDA - Marco Referencial para Apoio ao Desenvolvimento de Territórios Rurais, 2005.
NIEDERLE, Paulo & WEZ JR. Valdemar João. As novas ordens alimentares. Porto Alegre: editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2018.
LEITE, Sergio Pereira, KATO, K & ZIMMERMAN, S. Gestão Social: Reflexões & Proposições. In: Gestão Social dos Territórios. Brasília: IICA, 2009.
RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do Poder. São Paulo: editora Ática, 1993.
SANTOS, Milton, SOUZA, Maria Adélia A. de & SILVEIRA, Maria Laura. Globalização e Fragmentação. São Paulo: editora HUCITEC, 1998.
SAQUET, Marcos Aurelio. Abordagens e concepções de território e territorialidade. – San José/Costa Rica: Revista Geográfica de América Central Número Especial EGAL, 2011 - II Semestre 2011 pp. 1-16.
SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: editora da Universidade de São Paulo, 2006.
SILVA, Adriana Lisboa da. A Questão da Ater: Comentários iniciais na perspectiva das políticas públicas. Programa de Pós-Graduação em Geografia: Universidade Federal de Sergipe. Exame de Qualificação – Mestrado. 2018.
VALVERDE, Rodrigo Ramos Hospodar Felippe. Transformações no conceito de território: competição e mobilidade na cidade. São Paulo: GEOUSP - Espaço e Tempo. São Paulo, Nº 15, pp. 119 - 126, 2004
Published
06/04/2019
How to Cite
COSTA, José Eloízio da. RURAL TERRITORIAL DEVELOPMENT POLICY IN ALAGOAS ALTO SERTÃO, BRASIL. Mercator, Fortaleza, v. 18, apr. 2019. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/2413>. Date accessed: 21 sep. 2019.
Section
ARTICLES