TERRITÓRIO E AGRICULTURA NO SUDOESTE DA AMAZÔNIA: o campo não-moderno e a produção para o consumo local (territory and agriculture in southwest amazon: the non-modern field and the production for local consumption)

  • Mirlei Fachini Vicente Pereira Universidade Federal de Uberlândia
  • Samira Peduti Kahil Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento

Abstract

 

Os estados de Rondônia e Acre, porção sudoeste da Amazônia brasileira, conhecem nas últimas duas décadas esforços de modernização das atividades agrícolas, com a adição de um novo equipamento territorial, um conjunto de melhorias tecnológicas e maior nível de capital investido em atividades produtivas que agora se voltam inclusive para a exportação. No entanto, as práticas tradicionais de uma agricultura voltada para o consumo local continuam a existir, configurando um “campo não-moderno” (pouco capitalizado) que atende aos interesses do próprio lugar. O texto avalia a dinâmica do uso do território nos estados de Rondônia e Acre a partir das atividades agrícolas não-modernas e pouco capitalizadas no campo.   

Palavras-chaves:Território usado, Agricultura; Campo “não-moderno”; Amazônia; Rondônia e Acre. 

ABSTRACT

The states of Rondonia and Acre, in southwestern Brazilian Amazon, known in the past two decades efforts to modernize agricultural practices, with the addition of new territorial equipment, a set of technological improvements and higher level of capital invested in productive activities that now turn even for export. However, the traditional practices of agriculture addressed to local consumption still exist, setting up a “non-modern field” (little capitalized) that serves the interests of own place. The text evaluates the dynamics of territory use in the states of Rondonia and Acre from that non-modern field and agricultural activities thinly capitalized. 

Key words: Used territory, Agriculture, “Non-modern” field; Amazon, Rondonia and Acre.

RESUMEN 

Los departamentos de Rondônia y Acre, porción suroeste de la Amazonía brasileña, han conocido en las dos últimas décadas esfuerzos para modernizar las actividades agrícolas, con la inserción de nuevos contenidos territoriales, una serie de mejoras tecnológicas y mayores aportes de capital en actividades productivas que, actualmente, se direccionan inclusive a la exportación. Sin embargo, las prácticas tradicionales de una agricultura hacia el consumo local todavía persisten, estableciendo un “campo no-moderno” (poco capitalizado) que sirve a los intereses del propio lugar. El artículo evalúa la dinámica del uso del territorio en los departamentos de Rondônia y Acre desde las actividades agrícolas no-modernas y poco capitalizadas. 

Palabras-Claves:Territorio usado, Agricultura, Campo “no-moderno”; Amazonía,  Rondônia y Acre.

DOI: 10.4215/RM2010.0919.0004


 

Author Biographies

Mirlei Fachini Vicente Pereira, Universidade Federal de Uberlândia
Prof. Dr. Mirlei Fachini Vicente PereiraInstituto de Geografia, Universidade Federal de UberlândiaAv. João Naves de Ávila, 2121, Bloco H, Campus Sta. Mônica CEP38408-100, Uberlândia (MG), Brasil tel. (55  34) 3239.4169   - mirlei@ig.ufu.br
Samira Peduti Kahil, Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento
Professora Assistente Doutora, cursos de Graduação e Pós-Graduação em Geografia, UNESP, Campus Rio Claro.
Published
08/09/2010
How to Cite
PEREIRA, Mirlei Fachini Vicente; KAHIL, Samira Peduti. TERRITÓRIO E AGRICULTURA NO SUDOESTE DA AMAZÔNIA: o campo não-moderno e a produção para o consumo local (territory and agriculture in southwest amazon: the non-modern field and the production for local consumption). Mercator, Fortaleza, v. 9, n. 19, p. 47 a 64, sep. 2010. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/372>. Date accessed: 28 mar. 2020.
Section
ARTICLES