NATUREZA EM ALEXANDER VON HUMBOLDT: entre a ontologia e o empirismo (the nature of Alexander Von Humboldt: between ontology and empiricism).

  • Antônio Carlos Vitte Universidade de Campinas - São Paulo
  • Roberison Wittgeinstein Dias da Silveira Unicamp

Abstract

O artigo discute o papel do materialismo e da naturphilosophie  na construção do conceito de natureza em Alexander von Humboldt. A partir do retrabalhamento das concepções materialistas e empiristas e inserindo a natureza em uma concepção ontológica, Humboldt avança e permite o aprofundamento analítico sobre a superfície da Terra e de seus processos, pois cria uma nova ciência e está cria a imagem moderna de uma natureza, para além do mecanicismo. A geografia, é esse produto e sua reflexão necessita de uma forte fundamentação metafísica a mesma que permitiu a Humboldt recriar as noções de Terra e Mundo. 

Palavras-chave: Humboldt, natureza, materialismo, metafísica, Geografia Física. 

ABSTRACT 
The article discusses the role of materialism and Naturphilosophie in building the concept of nature in Alexander von Humboldt. From the materialist reworking of conceptions, empiricists and inserting nature in an ontological conception, Humboldt advances and allows for a deeper analytical about the Earth’s surface and their processes, it creates a new science and is creating the modern image of a nature beyond the mechanism. The geography is the product and its reflection needs a strong metaphysical foundation, which allowed it to recreate the concept of Humboldt Earth and World.

Key words: Humboldt, nature, materialism, metaphysics, Physical Geography.

RESUMEN 
El artículo analiza el papel del materialismo y la Naturphilosophie en la construcción del concepto de naturaleza en Alexander von Humboldt. De la reelaboración de las concepciones empirista y materialista de la naturaleza y entrar en un concepción ontológica, los avances de Humboldt y permite un análisis más profundo en la superficie de la tierra y susprocesos, crea una nueva ciencia y la creación de la imagen moderna de una naturaleza más allá del mecanismo. Geografía, es este producto y reflexión requiere una sólida base metafísica que permitió a la misma Humboldt recrear los conceptos de la Tierra y el Mundo.

Palabras clave: Humboldt, la naturaleza, el materialismo, la metafísica, la física Geografía.



DOI: 10.4215/RM2010.0920.0012

Author Biographies

Antônio Carlos Vitte, Universidade de Campinas - São Paulo
Doutorado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é MS3 - assistente doutor da Universidade Estadual de Campinas. Pesquisador Nível 2 CNPq. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: História e Epistemologia da Geografia, com destaque para a história e a epistemologia da Geografia Física; Relações entre a Filosofia Kantiana e Gênese da Geografia Moderna, fragilidade ambienal, degradação ambienal, geoecologia da paisagem, geopolítica ambiental
Roberison Wittgeinstein Dias da Silveira, Unicamp
Mestrado em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (2008). Atualmente é doutorando no Curso de Geografia na Unicamp e bolsista FAPESP. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em História do Pensamento Geográfico.
Published
19/01/2011
How to Cite
VITTE, Antônio Carlos; DA SILVEIRA, Roberison Wittgeinstein Dias. NATUREZA EM ALEXANDER VON HUMBOLDT: entre a ontologia e o empirismo (the nature of Alexander Von Humboldt: between ontology and empiricism).. Mercator, Fortaleza, v. 9, n. 20, p. 179 a 195, jan. 2011. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/413>. Date accessed: 06 apr. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

Humboldt, natureza, materialismo, metafísica, Geografia Física.