SISTEMA FLUVIAL E PLANEJAMENTO LOCAL NO SEMIÁRIDO (fluvial system and local planning)

  • Jonas Souza Universidade Federal de Pernambuco
  • Antonio Carlos Correa Universidade Federal de Pernambuco

Abstract

O presente estudo analisou um sistema fluvial semiárido e suas características físicas, com foco nos processos geomorfológicos e formas resultantes, como também nas relações destas com as atividades antrópicas, com vistas à utilização desses dados no planejamento local. A pesquisa foi realizada no município de Belém de São Francisco, Pernambuco, Mesorregião do São Francisco, na bacia do riacho Mulungu, localidade submetida a um clima semiárido com chuvas de verão e cobertura da terra com predominância da caatinga arbustiva aberta. Tomou-se como procedimento metodológico a realização de mapeamentos geomorfológicos em várias escalas e com diferentes ênfases, a fim de avaliar de forma hierárquica as relações entre os diversos compartimentos, substratos geológicos e formas de uso da terra. A partir das informações espaciais obtidas nos diversos níveis de detalhamento cartográfico do sistema fluvial, pôde-se realizar uma avaliação ambiental da área, tomando-se por base a dinâmica erosiva/deposicional ao longo do canal, bem como a relação deste com suas margens. Concluiu-se que as formas de acumulação no plaino aluvial apresentam controles de origem antropogênica, relacionadas aos tipos tradicionais de uso da terra na bacia. Esses controles, tais como a construção de barragens ao longo do leito, atuam modificando processos e criando novas morfologias deposicionais dentro do sistema fluvial, que por sua vez passam a redefinir as formas de uso na área.

Palavras-chave: Geomorfologia fluvial, Semiárido, Mapeamento geomorfológico, Estilo fluvial.

ABSTRACT

The present study has analyzed a semi-arid fluvial system and its physical attributes, focusing on resulting geomorphological processes and forms, as well as on their relationship with human activity as a tool for local planning.  The research was carried out in the municipality of Belém do São Francisco, Pernambuco State, São Francisco region, in the watershed of Mulungu creek, an area which is subjected to a semi-arid climate with summer downpours, with a land cover dominated by open thorn-brush vegetation. The methodology applied was the conduction of geomorphological mapping within several scales, emphasizing different land surface aspects, aimed at assessing the hierarchic relationships amongst landforms, geologic basement, and land use typologies. Based on the acquired spatial information in different detailing mapping levels of the fluvial system, it was possible to carry on an environmental assessment of the area, based on the erosive/depositional dynamics along the channel as well as its relation with its margins. The study concluded that accumulation forms within the fluvial realm exhibit man-induced controls, related to the traditional types of land use within the watershed.  Controls, such as the building of dams along the channel, act modifying processes and creating new depositional features in the fluvial system, which at last contribute to reshape land use practices in the area.

Key words: Fluvial geomorphology, Semi-arid environment, Geomorphological mapping, River styles.

RESUMEN

El presente estudio analiza un sistema fluvial semiárido y sus características físicas, centrándose en los procesos geomorfológicos y las formas resultantes, sino también en las relaciones con las actividades humanas, con el fin de utilizar dichos datos en la planificación local. La encuesta se llevó a cabo en el municipio de Belém do São Francisco, en Pernambuco, mesorregión del São Francisco en la cuenca del arroyo Mulungu, lugar expuesto a un clima semi-árido con lluvias de verano, y la cobertura del suelo con un predominio de la caatinga arbustiva abierta. Se tomó como  procedimiento metodológico la cartografía geomorfológica a diferentes escalas y con diferentes énfasis, para evaluar la relación jerárquica entre los distintos compartimentos, sustratos geológicos y formas de uso de la tierra. De la información espacial obtenida en los distintos niveles de la cartografía detallada del sistema fluvial, se realizó una evaluación ambiental de la zona, teniendo como base la dinámica erosiva/deposicional a lo largo del canal y su relación con sus bancos. Se concluyó que las formas de acumulación en la llanura aluvial exhiben controles de origen antropogénico, vinculados a los tipos tradicionales de uso del suelo en la cuenca. Estos controles, como la construcción de represas a lo largo del canal, actúan cambiando a los procesos de creación de nuevas morfologías de depósito en el sistema fluvial, que a su vez comienzan a redefinir los tipos usos de la zona.

Palabras clave: Geomorfología fluvial, Ambiente semiárido, Cartografía geomorfológica, Estilos fluviales.


DOI: 10.4215/RM2012.1124.0010  

Author Biographies

Jonas Souza, Universidade Federal de Pernambuco
Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (2011) e ensino-medio-segundo-grau pelo Colégio Nóbrega (2001) . Atualmente é Tutor da Universidade Federal de Pernambuco, Professor de pós-graduação latu sensu do Centro de Ensino Superior do Vale do São Francisco e Professor da Faculdade de Ciências Humanas Esuda. Tem experiência na área de Geociências , com ênfase em Geografia Física. 
Antonio Carlos Correa, Universidade Federal de Pernambuco
Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, com estágio sanduiche na Universidade de Durham, Reino Unido (2001) e pós-doutorado em geomorfologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) . Atualmente é docente e pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco, membro permanente dos programas de pós-graduação em geografia e arqueologia, Vice-presidente da UGB (União da Geomorfologia Brasileira) de 2008 a 2010, Membro do Conselho da UGB desde 2010, e Lider do Grupo de Estudos do Quaternário do Nordeste Brasileiro (GEQUA) e do Laboratório de Geomorfologia do Quaternário da UFPE vinculado ao Laboratório de Geografia Física Aplicada da UFPE. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: geomorfologia do quaternário, geomorfologia do semi-árido do Nordeste do Brasil, geomorfologia histórica e estrutural, aplicação de índices morfométricos na análise geomorfológica e análise geossistêmica. Bolsista Produtividade CNPq.
Published
09/03/2012
How to Cite
SOUZA, Jonas; CORREA, Antonio Carlos. SISTEMA FLUVIAL E PLANEJAMENTO LOCAL NO SEMIÁRIDO (fluvial system and local planning). Mercator, Fortaleza, v. 11, n. 24, p. 149 a 168, mar. 2012. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/594>. Date accessed: 29 mar. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

Geomorfologia fluvial; semi-árido; sistema fluvial; mapeamento geomorfológico; estilo fluvial