PERCEPÇÃO E RISCOS, ABORDAGEM SOCIOAMBIENTAL DO PROCESSO SAÚDE-DOENÇA (perception and risk, an socioenvironmental approach of process health-disease)

  • Natacha Cintia Regina Aleixo UNESP
  • João Lima Sant´Anna Neto Unesp

Abstract

A sociedade atual cria riscos que afetam de forma desigual à população. Na área urbana de Ribeirão Preto, durante o período do verão e início do outono, ocorrem surtos epidemiológicos de doenças de veiculação hídrica, principalmente, a dengue e a leptospirose.  A manifestação dessas doenças acontece em diferentes áreas de risco. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a percepção da população em relação às doenças de veiculação hídrica em Ribeirão Preto. Os dados da incidência das doenças de veiculação hídrica foram analisados estatisticamente e mapeados com o software Mapinfo 9.0. A partir disso, trezentas pessoas residentes nas áreas de maior incidência responderam a um questionário para estudos de identificação da relação ambiente-saúde, da valorização das experiências vividas, dos mecanismos cognitivos e da satisfação humana com suas condutas resultantes. As avaliações mostraram que a maior parte dos citadinos acredita que a reincidência dessas patologias se deve a população que não coloca em prática as medidas de prevenção. Isso gera os mais variados sentimentos nas pessoas, principalmente a preocupação, o medo e a raiva, que induzem a uma postura individualista e frustrada, ao invés de proporcionar a troca de informações no convívio social e motivar a conduta preventiva na população.

Palavras-chave: Percepção dos riscos, saúde, doenças de veiculação hídrica.

Abstract

Modern society creates risks that affect the population unequally. In the urban area of Ribeirão Preto, during the summer and early autumn, epidemiological outbreaks of waterborne diseases have occurs, mainly dengue and leptospirosis. The manifestation of these diseases occurs in different areas of risk. The purpose of this study was to evaluate the perception of the population in relation to waterborne diseases in Ribeirao Preto. The waterborne disease incidence data were statistically analyzed and mapped with the software Mapinfo 9.0. From this, three hundred people living in the most affected areas answered a questionnaire to identify the environmental-health relation, the appreciation of life experiences, and the cognitive mechanisms of human satisfaction with their resulting behavior. The evaluations showed that most of the townspeople believe that the recurrence of these diseases is due to the population that does not put in place preventive measures. It has generated mixed feelings in this people, especially the worry, the fear and the anger, which can lead to an individualistic stance and frustration, instead of providing the exchange of information in social life and motivate a preventive behavior in the population. 

Key words: Perceived risk, health, waterborne diseases.

Resumen

La sociedad moderna crea riesgos que afectan a la población de forma desigual. En el área urbana de Ribeirão Preto, durante el otoño y princípios de verano, se producen brotes epidemiológicos de enfermidades transmitidas por el água, en especial el dengue y la leptospirosis. La manifestación de estas enfermedades se produce en diferentes áreas de riesgo. El objetivo de esta investigación es conocer la percepción que tiene la población acerca de las enfermedades transmitidas por el agua en Ribeirão Preto. Para ello, los datos de incidencia de enfermedades transmitidas por el agua fueron estadísticamente analizados y cartografiados mediante el software Mapinfo 9.0. A partir de esto, 300 personas respondieron a un cuestionario que tuvo por objetivo identificar la relación entre el medio ambiente y la salud, la valoricación de las experiencias de vida, los mecanismos cognitivos y la satisfacción humana con sus conductas resultantes. Los resultados mostraron que la mayoría de encuestado cree que la reincidencia de esas patologias se debe a que existe población que no pone en práctica medidas preventivas. Esto genera una gran variedad de sentimientos en las personas, sobre todo preocupación, miedo e ira, que inducen a una postura individualista y frustada, en lugar de facilitar el intercambio de información en convivencia social y motivar conductas preventivas en la población.
 Palabras clave: Percepción de riesgo, salud, enfermedades transmitidas por el agua.


DOI:  10.4215/RM2011.1022.0012

Author Biographies

Natacha Cintia Regina Aleixo, UNESP
Graduada em licenciatura e bacharelado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) campus de Ourinhos.  Atualmente cursa o doutorado em Geografia na Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP) campus de Presidente Prudente. Tem experiência na área de geociências atuando nos seguintes temas: climatologia geográfica, clima e saúde e saúde ambiental.
João Lima Sant´Anna Neto, Unesp
Graduado em Geografia pela Universidade de São Paulo (1980), mestre e doutor em Geografia (Geografia Física) pela USP (1990 e 1995), livre-docente (2001) e titular (2008) pela Universidade Estadual Paulista. Atua no programa de Pós-graduação da UNESP/PP, colabora em projetos de pesquisa do Instituto Nacional de Mudanças Climáticas. É assessor científico da FAPESP, da FUNDUNESP, do CNPq e da Associação Brasileira de Climatologia. É adjunto da coordenação de área da Capes e membro do Painél Brasileiro de Mudanças Climáticas. Desenvolve pesquisas nas áreas de Climatologia aplicada, principalmente nos temas de variabilidade e mudanças climáticas e riscos socio-ambientais voltados à gestão do território. Tem experiência na área de Geografia e Geociências, com ênfase em Climatologia Geográfica.
Published
02/07/2011
How to Cite
ALEIXO, Natacha Cintia Regina; SANT´ANNA NETO, João Lima. PERCEPÇÃO E RISCOS, ABORDAGEM SOCIOAMBIENTAL DO PROCESSO SAÚDE-DOENÇA (perception and risk, an socioenvironmental approach of process health-disease). Mercator, Fortaleza, v. 10, n. 22, p. p. 191 a 208, july 2011. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/622>. Date accessed: 03 july 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

Palavras chaves: Percepção dos riscos, saúde, doenças de veiculação hídrica.