INDICADORES BIOFÍSICOS DE DESERTIFICAÇÃO, CABO VERDE/ÁFRICA (biophysical indicators of desertification, Cape Verde/Africa)

  • Vládia Pinto Vidal de Oliveira Universidade Federal do Ceará

Abstract

 

O trabalho discute o diagnóstico geoambiental da Ilha de Santiago de Cabo Verde. Objetiva avaliar a dinâmica ambiental e o estado de evolução dos sistemas naturais, estabelecendo as categorias de meios ecodinâmicos. Cada categoria de meio está associada ao comportamento e à vulnerabilidade das condições geoambientais em função dos processos degradacionais. Sob o ponto de vista teórico-metodológico, adotaram-se critérios integrativos capazes de atender às relações de interdependência entre componentes físico-bióticos e socioeconômicos. Selecionaram-se 7 (sete) indicadores biofísicos: geologia, geomorfologia, cobertura vegetal (estratificação), cobertura vegetal (percentual de ocupação), solos (espessura) e solos (erosão).  Resultaram 10 (dez) sistemas ambientais, que, na análise dos Indicadores Biofísicos de Desertificação (IBFD), apontaram a ocorrência de dois grupos distintos: índice muito alto de desertificação e de muito baixo a baixo índice biofísico de desertificação.    



Palavras-chave: Sistemas ambientais, ecodinâmica, indicadores de desertificação.

 


 

Abstract


 The paper discusses the diagnosis of geoenvironmental Santiago Island in Cape Verde. To evaluate the environmental and dynamic state of evolution of natural systems, establishing the categories of means ecodynamics. Each category of medium is associated with the behavior and vulnerability conditions in terms of geo-environmental degradation processes. From the theoretical point of view, methodological criteria were adopted integrative cover SEZ to meet the interdependencies between physical and biotic components and socioeconomic factors. We selected seven (7) biophysical indicators: geology, geomorphology, vegetation cover (stratification), vegetation cover (percentage of occupancy), soil (thickness) and soils (erosion). Resulted in 10 (ten) environmental systems, which, in the analysis of biophysical indicators of Desertification (IBFD), showed the occurrence of two distinct groups: very high rate of desertification and very low to low biophysical desertification.



Key words: Environmental Systems, ecodynamics, indicators of desertification



Resumen



El trabajo discute el diagnostico geoambiental de la Isla de Santiago de Cabo Verde. Tiene como objetivo evaluar la dinámica ambiental y el estado de evolución de los sistemas naturales, estableciendo las categorías de los medios ecodinámicos. Cada categoría del medio está asociada al comportamiento y  a la vulnerabilidad de las condiciones geoambientales en función de los procesos de degradación. Sobre el punto de vista teórico-metodológico, se adoptaron criterios integrativos capaces de atender a las relaciones de interdependencia entre componentes físico-bióticos y socioeconómicos. Se seleccionaron siete (7) indicadores biofísicos: geología, geomorfología, cobertura vegetal (estratificación), cobertura vegetal (porcentual de ocupación), suelos (espesura) y suelos (erosión).  Resultaron diez (10) sistemas ambientales, que, en el análisis de los Indicadores Biofísicos de Desertificación (IBFD), apuntaron a la ocurrencia de dos grupos distintos: índice muy alto de desertificación y de muy bajo a bajo índice biofísico de desertificación.    



Palabras clave: Sistemas ambientales, ecodinámica, indicadores de desertificación.


DOI:   10.4215/RM2011.1022. 0010

 

Author Biography

Vládia Pinto Vidal de Oliveira, Universidade Federal do Ceará
Doutorado em Engenharia Agronômica (2002) no Programa ";Agricultura y Medio Ambiente en Zonas Semiáridas"; - Universidade de Almería (2002). Possui graduação em Geologia (1983) pela Fundação Educacional Edson Queiroz (UNIFOR).Cursos de Pós-graduação (especialização) em Gerenciamento Costeiro (Labomar/UFC) e dois Internacionais com bolsa da ONU (Argentina e Rússia) na temática de Desertificação; Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal do Ceará (1989). Coordenou Projetos Internacionais: Ecologia de Paisagens (Programa WAVES/CNPq/BMBF); Projeto Ecologia de Zonas Áridas ECOZONAR (Programa ALFA) e Hidroponia no semiárido (Programa Alfa). Coordenou o Programa de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA (2004-2008). Coordenou o Projeto de Cooperação Internacional Pro-África (Cabo Verde). Atualmente, coordenadora e professora do Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema) em Rede (Nordeste). Possui experiências nas área de Geociências e agronômica, com ênfase em geoecologia e solos, atuando principalmente nos seguintes temas: análise geoambiental, solos na dinâmica de Paisagens semiáridas, Análise de Produtos de Sensoriamento Remoto, Estudos na temática de degradação e desertificação. Bolsista Produtividade CNPq.
Published
19/06/2011
How to Cite
OLIVEIRA, Vládia Pinto Vidal de. INDICADORES BIOFÍSICOS DE DESERTIFICAÇÃO, CABO VERDE/ÁFRICA (biophysical indicators of desertification, Cape Verde/Africa). Mercator, Fortaleza, v. 10, n. 22, p. p. 147 a 168, june 2011. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/623>. Date accessed: 29 mar. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

desertificação, sistemas ambientais, Cabo Verde