CIDADE IMAGINÁRIAS: a imagem da cidade e seus elementos (imaginary cities: the city image and its elements)

  • Daniela Sottili Garcia Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul
  • Antonio Firmino de Oliveira Neto Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Abstract

Este trabalho utilizou como método o levantamento e análise bibliográfica, e teve como objetivo contribuir para uma discussão sobre a construção das cidades, mais especificadamente, sobre a utilização delas para o desenvolvimento da atividade turística, sua colaboração para a construção de um imaginário pelos turistas, os elementos existentes no espaço urbano e sobre a imagem turística divulgada pela cidade enquanto produto turístico. Discute ainda em termos mais específicos as cidades recriadas sem a valorização da identidade local, levando em conta simplesmente o mais comerciável, enquanto deveria ser pensada como um núcleo receptor que não decepcione o imaginário do turista. Evidencia-se ainda a cidade como produto, pois é responsabilidade dos agentes sociais compostos pela população local, políticos, administração pública e trade, que deve, ou deveria divulgar uma imagem das cidades levando em consideração as “marcas urbanas”, tornando-a mais compatível com a realidade. Por meio desta pesquisa pode-se concluir que, o turismo também faz parte do mundo dos sonhos, símbolos e imaginários e se tornam imprescindível na construção, ou reconstrução das cidades e que se preocupem primeiramente com sua identidade cultural.

Palavras chave: Espaço urbano, turismo, imaginário, identidade.

ABSTRACT

This paper used survey and bibliographical analysis as methods in order to contribute to the discussion on the construction of the cities, more specifically, the use of them for the tourist activity development, their collaboration to the construction of an imaginary by the tourists, the elements present in the urban space and the tourist image publicized by the government while tourist product. Later on, it will be discussed precisely on recreated cities without their local identity where only their commercial aspects are taken into consideration. As a consequence, these cities must be seen as a receptor core in which tourist´s imaginary must not be destroyed. In fact, the city must be seen as a product where social agents represented by politicians, public administration and trade are responsible by publicizing the image of the cities as “urban labels”, searching its local identity. Finally, we can conclude that the tourist trade is present at the dreams, symbols as well as imaginary world and it is essential for the construction and reconstruction of the cities in order to rescue/value their cultural identity.

Key words: Urban space, tourism, imaginary, identity.

How to Cite
GARCIA, Daniela Sottili; OLIVEIRA NETO, Antonio Firmino de. CIDADE IMAGINÁRIAS: a imagem da cidade e seus elementos (imaginary cities: the city image and its elements). Mercator, Fortaleza, v. 5, n. 10, p. p. 7 a 14, nov. 2008. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/63>. Date accessed: 02 apr. 2020.
Section
ARTICLES