ANÁLISE FITOECOLÓGICA E ZONAÇÃO DE MANGUEZAL EM ESTUÁRIO HIPERSALINO (Phytoecological analysis and zonation of mangrove of the hypersaline estuary )

  • Diógenes Félix da Silva Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Renato de Medeiros Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Luiz Antonio Cestaro Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal (RN)

Abstract

O manguezal é um ecossistema costeiro de grande importância ecológica, apresentando elevada fragilidade frente aos processos naturais e às intervenções humanas na zona costeira. A pesquisa em questão tem por objetivo analisar a relação entre a distribuição das espécies de mangue e os parâmetros geoquímicos da água e do solo no estuário do rio Apodi-Mossoró, localizado no litoral setentrional do Rio Grande do Norte, que é um estuário hipersalino. Para a caracterização da vegetação foram utilizados dados florísticos e estruturais amostrados ao longo do estuário, os quais foram relacionados com dados de salinidade da água e do solo. Os resultados indicam que a salinidade atua como fator limitante na distribuição das espécies de mangue ao longo do estuário, devendo esse parâmetro ser levado em consideração quando da elaboração de planos de gerenciamento e recuperação ambiental no estuário em análise.

Palavras-chave:  Manguezal; Estuário; Hipersalinidade;Fitogeografia.

ABSTRACT

Mangrove is a coastal ecosystem of great ecological importance, exhibiting a high fragility to natural processes and human interventions in the coastal zone. This research aimed to examine the relationship between the distribution of mangrove species and geochemical parameters of soil and water in the estuary of the Apodi-Mossoró River, a hypersaline estuary on the northern coast of Rio Grande do Norte State. In order to characterize the vegetation it was used floristic and structural data sampled along the estuary, which were related to salinity in water and soil. The results indicate that salinity acts as a limiting factor in the distribution of mangrove species along the estuary, and this parameter should be taken into consideration when designing management plans and environmental restoration for the estuary in question.

Key words: Mangrove; Estuaries; Hypersaline; Phytogeography.

RESUMEN

El manglar es un ecosistema costero de gran importancia ecológica, presentando una elevada fragilidad frente a procesos naturales y a la intervención humana en la zona costera. El estudio en cuestión tiene por objetivo analizar la relación entre la distribución de las especies de mangle y los parámetros geoquímicos del agua y del suelo, en el estuario del río Apodi-Mossoró, localizado en el litoral septentrional de Río Grande do Norte, que es un estuario hipersalino. Para la caracterización de la vegetación fueron utilizados datos florísticos y estructurales de muestras tomadas a lo largo del estuario, los que fueron relacionados  con datos de salinidad de agua y de suelo. Los resultados indican que la salinidad actúa como factor limitante en la distribución de las especies de mangue a lo largo del estuario, este parámetro debe ser tenido en consideración al elaborar los planes de manejo y restauración ambiental en el estuario en análisis.

Palabras clave: Manglares; Estuario; Hipersalinidad; Fitogeografía.

Author Biographies

Diógenes Félix da Silva Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
 Doutor em Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas na Universidade de Aveiro (Portugal). Professor efetivo (Adjunto A) do Depto. de Geografia (UFRN - Campus de Caicó). Tem experiência nas áreas de Fitogeografia e Geoecologia de ecossistemas costeiros, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia de zonas úmidas costeiras (manguezal, salinas solares e ambientes estuarinos); educação ambiental; manejo e gestão de Unidades de Conservação.
Renato de Medeiros Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Norte


Doutor em Biotecnologia em Recursos Naturais pela Rede Nordestina de Biotecnologia. Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, coordenador do Laboratório de Ecologia do Semiárido (LABESA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e membro do Grupo de Pesquisa Estudos Geoambientais do Semiárido . Tem experiência na área de Ecologia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Artemia, microalgas halofílicas, ecologia de ambientes hipersalinos, impactos ambientais e Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas


Luiz Antonio Cestaro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal (RN)
Doutor em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2002). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em caracterização, análise e avaliação ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Rio Grande do Norte, análise ambiental, caatinga, mata atlântica, fitossociologia e zoneamento ambiental.
Published
16/10/2012
How to Cite
COSTA, Diógenes Félix da Silva; ROCHA, Renato de Medeiros; CESTARO, Luiz Antonio. ANÁLISE FITOECOLÓGICA E ZONAÇÃO DE MANGUEZAL EM ESTUÁRIO HIPERSALINO (Phytoecological analysis and zonation of mangrove of the hypersaline estuary ). Mercator, Fortaleza, v. 13, n. 1, p. 119 a 126, oct. 2012. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/645>. Date accessed: 02 apr. 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

manguezal, estuário, hipersalinidade, fitogeografia.