PRODUÇÃO DE UMA TOPOGRAFIA SOCIAL URBANA (the production of a urban social topography)

  • Ederson Nascimento Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus de Chapecó/SC

Abstract

O presente artigo apresenta reflexões sobre o papel do sítio urbano no processo de produção do espaço urbano. As características topográficas são abordadas na condição de importante elemento estruturador do espaço ao influenciarem as possibilidades de uso da terra para fins urbanos, sendo que a apropriação e uso desigual dos compartimentos do relevo contribuem para uma maior diferenciação socioespacial. A consequência é a consolidação de uma organização espacial que configura o que se está chamando de topografia social, espacialidades urbanas nas quais há uma correspondência muito próxima entre os desníveis do terreno e as disparidades sociais. Como exemplo, é apresentada uma análise da cidade de Ponta Grossa, no Paraná, onde tais influências da topografia sobre a evolução socioespacial são marcantes.

Palavras-chave: Expansão urbana, Ocupação e uso da terra, Desigualdades socioespaciais, Topografia social.

ABSTRACT

This paper presents reflections about the role of urban site in the production process of urban space. Topographic characteristics are discussed as the main structural element of the space to influence the possibilities of urban land use, and the appropriation and unequal use of compartments relief contribute to a higher socio-spatial differentiation. The result is the consolidation of a spatial organization that constitute what is called the social topography, urban spatialities in which there is a closely match between the slope of relief and social disparities. As an example, an analysis is presented considering Ponta Grossa city, Parana State, Brazil, where such influences of the topography on spatial and social evolution are striking.

Key words: Urban expansion, Occupation and land use, Spatial and social inequalities, Social topography.

RÉSUMÉ

Cet article présente des réflexions sur le rôle du site urbain dans la production de l’espace urbain. Les caractéristiques topographiques sont discutées comme un important element pour la structuration de l’espace, une fois qu´il agit sur les possibilités d’utilisation des terres à des fins urbaines, étant que l’appropriation et l’usage inégaux des compartiments du relief contribuent à une plus grande différenciation sociospatiale. Le résultat est la consolidation d’une organisation spatiale qui contemple ce que l´on appelle la topographie sociale, des spatialités urbaines dans lesquelles il y a une correspondance très proche entre les dénivellations du terrain et les disparités sociales. À titre d’exemple, l´on présente une analyse sur la ville de Ponta Grossa, État de Paraná, au Brésil, où telles influences sur l’évolution sociospatiale sont remarquables.

Mots-clés: Expansion urbaine, Occupation et utilisation de la terre, Inégalités sociospatiales, Topographie sociale.

DOI: 10.4215/RM2012.1126.0005

Author Biography

Ederson Nascimento, Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus de Chapecó/SC
mestre em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG, e doutorando em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. É Professor Assistente na Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS, campus Chapecó/SC. Tem experiência em ensino e pesquisa na área de Geografia, com ênfase em Geoprocessamento e Geografia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: cartografia geográfica e geotecnologias, Geografia Urbana, desigualdades socioespaciais urbanas, metodologias de ensino-aprendizagem em Geografia e educação cartográfica.
Published
09/10/2012
How to Cite
NASCIMENTO, Ederson. PRODUÇÃO DE UMA TOPOGRAFIA SOCIAL URBANA (the production of a urban social topography). Mercator, Fortaleza, v. 11, n. 26, p. 75 a 94, oct. 2012. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/798>. Date accessed: 03 july 2020.
Section
ARTICLES

Keywords

espaço urbano, expansão urbana, ocupação e uso da terra, desigualdades socioespaciais, topografia social.