GEOGRAPHISM AND POPULAR CULTURE

Abstract

The peripheries of cities and their inhabitants are represented by stigmas which are (re)produced as marks of an immutable stereotype, through derogatory values that blame them for the maladies of the city. However, it is important to investigate whether the culture of these populations is made up solely by poverty and violence as this single discourse about such communities would have us believe, in a type of geographical prejudice, geographism. From this point of view, this article examines the perspectives of  the Rubem Berta neighborhood in Porto Alegre. This work uses the approach of Cultural and Humanistic Geography to investigate the concepts of geographism, speech, identity, place and landscape through local and non-local reports to comprehend the different meanings which social actors attribute to the place, by means of the Discourse Analysis method. The reports helped to recognize that in many cases topophilic experiences coexist with topophobic ones. This study allows an understanding of the Housing Estate not only as expressed by the single discourse, but rather as a locus of pluralities, cultural experiences, thoughts, ideas and ideals, evidencing heterogeneity in terms of place and landscape.

Keywords: Rubem Berta Housing Estate; Topophilia; Topophobia; Place; Landscape.

Author Biographies

Anderson Ribeiro Figueiredo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), Brasil

Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia - PosGEA/UFRGS (2017). Doutorando do PosGEA/UFRGS, busca compreender a sociocriosfera e o etnoconhecimento andino, num contexto de adaptação às mudanças climáticas pelas comunidades campesinas dos Andes Centrais. Desenvolve pesquisas no Centro Polar e Climático - CPC.

Claudia Luisa Zeferino Pires, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), Brasil

Doutora em Geografia pela UFRGS, Licenciatura Plena e Bacharelado em Geografia (UFRGS). Professora adjunta do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua em linhas de pesquisas e extensão com ênfase em espacialidades urbanas, educação e cidadania e análise territorial. Tem experiência na área de ensino de geografia e educação popular. Os projetos de atuação estão relacionados aos mapeamentos participativos na Amazônia (FLONA de Tefé - AM) com ênfase à gestão territorial, na Restinga (Porto Alegre/RS e em territórios Quilombolas. Atua em projetos de diagnóstico participativos, educação popular e juventudes e geração de ambiências em espaços da periferia urbana. Atualmente, integra o Curso de Aperfeiçoamento UNIAFRO - Política de Promoção da Igualdade Racial na Escola promovido pela Faculdade de Educação/UFRGS.

Alvaro Luiz Heidrich, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), Brasil

 Doutor em Ciências (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1998). Professor Associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa e ensino em Geografia, ênfase em Geografia Humana, atuando principalmente nos seguintes temas: geração e perda de vínculos territoriais, territorialidades humanas, identidade e globalização.

References

APPLE, M. Consumindo o outro: branquidade, educação e batatas fritas baratas. In: COSTA, M. V. (org.). Escola Básica na Virada do Século. São Paulo: Cortez, 1996. p. 25-43.
ARENDT, H. Da violência. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1985.
AZEVEDO, P.R. Passageiros da ilegalidade: a história de uma luta pela moradia. Cascavel: Edunioeste, 2002.
BAUMAN, Z. Confiança e medo na cidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.
BESSE, J.M. Ver a terra: seis ensaios sobre a paisagem e a geografia. São Paulo: Perspectiva, 2006.
BOSSÉ, M.L. As questões de identidade em geografia cultural – algumas concepções contemporâneas. In: CORRÊA, R. L. & ROSENDAHL, Z. (orgs.). Paisagens, textos e identidade. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004. p. 157-179.
DUNCAN, J.A paisagem como sistema de criação de signos. In: CORRÊA, R.L. & ROSENDAHL, Z. (orgs.) Paisagens, textos e identidades. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004. p. 90-132.
FERNANDES, C. A. Análise do discurso: reflexões introdutórias. 2 ed. São Carlos: Claraluz, 2007.
FIGUEIREDO, A.R. Monte Esperança: múltiplos olhares sob o Conjunto Residencial Rubem Berta, Porto Alegre/RS. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso de Geografia). Porto Alegre: IGEO/UFRGS, 2014.
GAMALHO, N. P. A produção da periferia: das representações do espaço ao espaço de representação no bairro Restinga – Porto Alegre / RS. Dissertação (Mestrado em Geografia). Porto Alegre: PosGEA/UFRGS, 2009.
GAMALHO, N. P. Remover para promover: espaço concebido e representações do espaço no bairro Restinga – Porto Alegre/RS. GEOgraphia, v. 12, 2011. Disponível em: . Acesso em 10 nov 2014.
GAMALHO, N. P. & HEIDRICH, A. L. Periferia: A produção do espaço e representações sociais no/do bairro Restinga – Porto Alegre/RS. Para Onde!?, v. 2, n. 2, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 nov 2014.
HEIDRICH, A. L. Sobre nexos entre espaço, paisagem e território em um contexto cultural. In: SERPA, A. (org.). Espaços culturais: vivências, imaginações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 293-311.
IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Base de informações do Censo Demográfico 2010: Resultados do Universo por setor censitário. Rio de Janeiro: Centro de Documentação e Disseminação de Informações/IBGE, 2011.
KOSÍK, K. Dialética do concreto. Trad. Cecília Neves e Aldorico Toríbio. 2 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.
LACOSTE, Y. A geografia: isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. Trad. Maria C. França. São Paulo: Papirus, 1988.
NEP – Núcleo de Estudos e Projetos. Dasgaragens: (about garages). Produção de Julia Aguiar, Sabrina Motta e Fernanda Dallarosa; Fotografia: Diógenes de Moraes; Pesquisa: Douglas Aguiar; Arte Gráfica: Letícia Utermoehl, Márcio Domingues, Sabrina Motta; Porto Alegre: NEP/UFRGS, 2005. 1 DVD (45 min), son., col.
ODALIA, N. O que é violência? 6 ed. São Paulo: Brasiliense,2012.
OLIVEIRA, L. O sentido de lugar. In: MARANDOLA JR., E.; HOLZER, W.; OLIVEIRA, L. (orgs.). Qual o espaço do lugar?: geografia, epistemologia, fenomenologia. São Paulo: Perspectiva, 2012. p. 3–16.
OLIVEN, R.G. Violência e cultura no Brasil. 3 ed. Rio de Janeiro: Vozes,1986.
PIRES, C.L.Z.; SIMÃO, A.R.F.; POZZER, K.M.P. Representações espaciais, juventude e periferia: Guajuviras/Canoas/RS e seus desafios urbanos. FSA, Teresina, v.10, n. 1, 2013, p. 118-138.
RELPH, E. As bases fenomenológicas da geografia. Geografia, Rio Claro, v. 4, 1979, p.1-25.
SANTOS, M.A.F. Violência urbana em Uberlândia/MG: uma pesquisa a partir do discurso dos moradores. In: MARAFON, G.J. et al. (orgs). Pesquisa qualitativa em Geografia: reflexões teórico-conceituais e aplicadas. Rio de Janeiro, EdUERJ, 2013.p. 327-359.
SERPA, A. Culturas transversais: um novo referencial teórico-metodológico para a Geografia Humanista e Cultural. In: KOZEL, S., SILVA, J.C., GIL FILHO, S.F. (orgs.). Da percepção e cognição à representação: reconstruções teóricas da Geografia Cultural e Humanista. São Paulo: Terceira Imagem; Curitiba: NEER, 2007. p. 36-56.
SERPA, A. Lugar e centralidade em um contexto metropolitano. In: CARLOS, A. F. A., SOUZA, M. L., SPOSITO, M. E. B. (orgs). A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2011. p. 97-108.
SILVA, J.M. Análise do discurso e pesquisa qualitativa em Geografia. In: RAMIRES, J.C.L.; PESSOA, V.L.S. (orgs.). Geografia e pesquisa qualitativa: nas trilhas da investigação. Uberlândia: Assis, 2009. p. 91-122.
SOUZA, M.L. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, I.E.; GOMES, P.C.C.; CORRÊA, R.L. (orgs.). Geografia: conceitos e temas. 15 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. p. 77-116.
SOUZA, M.L. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.
SUERTEGARAY, D.M.A. Espaço uno e múltiplo. In: SUERTEGARAY, D.M.A.; BASSO, L.; VERDUM, R. (orgs.). Ambiente e lugar no urbano: a grande Porto Alegre. Porto Alegre, Editora da UFRGS, 2000. p. 13-34.
TAVARES DOS SANTOS, J.S. Violências e conflitualidades. Porto Alegre: Tomo Editorial, 2009.
TAVARES DOS SANTOS, J.S.; TEIXEIRA, A.N.; RUSSO, M. (orgs.). Violência e cidadania: práticas sociológicas e compromissos sociais. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2011.
TUAN, Y.F. Espaço e Lugar: a perspectiva da experiência. Trad. Lívia de Oliveira. São Paulo: DIFEL, 1983.
TUAN, Y.F. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Trad. Lívia de Oliveira. Londrina: Eduel, 2012.
Published
13/06/2018
How to Cite
FIGUEIREDO, Anderson Ribeiro; PIRES, Claudia Luisa Zeferino; HEIDRICH, Alvaro Luiz. GEOGRAPHISM AND POPULAR CULTURE. Mercator, Fortaleza, v. 17, june 2018. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/e17013>. Date accessed: 06 apr. 2020. doi: https://doi.org/10.4215/rm2018.e17013.
Section
ARTICLES