PROPOSAL METHODOLOGY FOR ANALYSIS OF POPULATION VULNERABILITY AT HAZARD AREAS

Abstract

This work presents a discussion of the methodology used to establish the vulnerability associated with at-risk areas in Santa Maria city. The following were used in order to analyze vulnerability: urban-constructive variables, which define the Urban Vulnerability Index (InVU), in addition to further socio-economic variables and urban densification, which define the Human Vulnerability Index (InVH). The InVU is determined by the Urban-Construction Standard, identified through the analysis of occupation planning, housing characteristics and the available infrastructure. The InVH was determined by an analysis of Socioeconomic Variables and Densification. The socioeconomic variables used are the age range of the population, monthly income and the literacy rate.

Keywords: Vulnerability Index; Risk Situations; Methodology.  

Author Biographies

Luís Eduardo de Souza Robaina, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria (RS), Brasil

Doutor em Geociências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e Pós-Doutorado na Universidade do Porto, Portugal e na Universidade du Maine, Le Mans/França. Atualmente é professor/pesquisador colaborador do programa de pós-graduação em geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professor titular da Universidade Federal de Santa Maria, do curso de geografia e do programa de Pós-graduação em geografia e geociências. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em estudos geomorfológicos, geoambientais e de desastres naturais. 

Luciele de Oliveira Avila, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria (RS), Brasil

Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria, área de concentração Análise Ambiental e Dinâmica Espacial. Possui graduação em Geografia pelo Centro Universitário Franciscano. Possui experiência em docência nos Ensinos Médio, Fundamental, Educação à Distância e Pós-Graduação.

References

ALCÁNTARA-AYALA, I. Geomorphology, natural hazards, vulnerability and prevention of natural disasters in developing countries. Geomorphology, 2002, 47, 107–124.
ALEXANDER, D. Modelos de vulnerabilidade social a desastres. Revista Crítica de Ciências Sociais, v. 93, n. 1, p. 9-29, jun. 2011.
ÁVILA, L O. Vulnerabilidade das áreas sob ameaça de desastres naturais na cidade de Santa Maria/RS. Tese (Doutorado em Geografia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2015.
AVILA, L. O.; ROBAINA, L. E. S.. A urbanização e as áreas de risco: o caso de Santa Maria/RS. In: ROBAINA, L. E. E.; TRENTIN, R. Desastres Naturais no Rio Grande do Sul. Santa Maria: Editora da Universidade Federal de Santa Maria, 2014. 183-206 p.
CARLOS, A. F. A Cidade. São Paulo: Contexto, 1994.
COSTA, E.. Maranhão Pessoa da. Expansão Urbana e Organização Espacial. Recife: Editora Universitária, Universidade Federal de Pernambuco, 1982, 248p.
Cunha L. e Dimuccio L. Considerações sobre riscos naturais num espaço de transição. Exercícios cartográficos numa área a Sul de Coimbra. Territorium, Coimbra, 2002. N. 9, pp. 37-51.
CUTTER, S. L. Vulnerability to environmental hazards. Progress in Human Geography, v. 20, n. 4. 529-539 p.
Cutter, Susan L; Boruff, Bryan J.; Shirley, W. Lynn. Social Vulnerability to Environmental Hazards. Social Science Quarterly, Volume 84, Number 2, June 2003.
FREITAS, M. I. C., CUNHA, L. Cartografia da vulnerabilidade socioambiental: convergências e divergências a partir de algumas experiências em Portugal e no Brasil urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana (Brazilian Journal of Urban Management), v. 5, n. 1, p. 15-31, jan./jun. 2013
HAGUETTE, T. M. F. Metodologias Qualitativas na Sociologia. Petrópolis: Vozes,1987.
IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em <>. Acesso em novembro de 2011.
KOBIYAMA, M. Prevenção de Desastres Naturais: Conceitos Básicos. Curitiba: Ed. Organic Trading, 2006.
Lavell, A. Gestión de Riesgos Ambientales Urbanos. Red de Estudios Sociales en Prevención de Desastres en América Latina. 1999. Disponível em: <>.
MACIEL FILHO, C. L. Carta Geotécnica de Santa Maria. Santa Maria: Imprensa Universitária UFSM, 1990.
MINISTÉRIO DAS CIDADES / INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS – IPT – Mapeamento de riscos em encostas e margens de rios. Brasília: Ministério das Cidades; Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT, 2007. 176 p.
OLIVEIRA, E. L. A.. Áreas de risco geomorfológico na bacia hidrográfica do arroio Cadena, Santa Maria/RS: zoneamento e hierarquização. 2004. 141 p. Dissertação (Pós-Graduação em Geociências) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2004.
PINHEIRO, A. C. Levantamento e análise do processo irregular do solo urbano nos últimos trinta anos (1970 a 2000) em Santa Maria – RS. Santa Maria: UFSM, 2002.
ROBAINA, L. E. S.; CASSOL, R.; MEDEIROS, E. R. Unidades de Landforms na Bacias do Arroio Cadena, Santa Maria - RS. Ciência e Natura, Santa Maria, v. 24, p. 139-152, 2002.
ROBAINA, L.E.S. Espaço urbano: relação com os acidentes e desastres naturais no Brasil. Ciência e Natura, UFSM, 30 (2): 93 -105, 2008.
SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. A produção do espaço urbano: agentes escalas e processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2011.
Published
25/02/2019
How to Cite
TRENTIN, Romario; ROBAINA, Luís Eduardo de Souza; AVILA, Luciele de Oliveira. PROPOSAL METHODOLOGY FOR ANALYSIS OF POPULATION VULNERABILITY AT HAZARD AREAS. Mercator, Fortaleza, v. 18, feb. 2019. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/e18004>. Date accessed: 21 sep. 2019. doi: https://doi.org/10.4215/rm2019.e18004.
Section
ARTICLES