INFLUENCE OF SOIL COVER ON PORE DISTRIBUTION AND CONNECTIVITY DENSITY IN A FERRALSSOL EVALUATED BY 3D COMPUTERIZED MICROTOMOGRAPHY

Abstract

Os poros do solo são representados por cavidades de diferentes tamanhos e formas, determinadas pelo arranjo de partículas sólidas que constituem uma fração volumétrica do solo preenchido com ar, água e solução nutritiva. A porosidade do solo influencia na aeração, condução e retenção de água, resistência à penetração e ramificação das raízes no solo e, consequentemente, uso de água e nutrientes disponíveis. Diversas técnicas podem ser usadas para obter o índice de porosidade do solo. Na busca por novas técnicas que visem complementar e agregar novos dados sobre Latossolos, a microtomografia computadorizada de alta resolução (microCT) aparece como uma técnica analítica não destrutiva e rápida. A MicroCT tem se destacado nos cenários internacionais e está cada vez mais presente nas análises de solo. A análise de uma amostra de solo por microCT permite obter conhecimento, em microescala, da forma, tamanho, distribuição, volume, área e conectividade dos poros e ter uma visualização 3D da amostra de solo e sua estrutura. O objetivo deste trabalho é utilizar microCT para comparar a distribuição da porosidade e a densidade de conectividade do poro entre um solo sem cobertura vegetal e um solo com cobertura de grama, ambos Latossolos. Quatro amostras não perturbadas de cada área foram coletadas. Os resultados mostram que a técnica MicroCT é uma ferramenta eficiente e não destrutiva para a análise e caracterização da estrutura porosa dos solos protegidos e degradados pela erosão, evidenciando claras diferenças entre eles, conforme esperado.


Palavras-chave: Porosidade do Solo, Técnica de Microtomografia, Estrutura do Solo.

Author Biographies

Marcelo Wermelinger Aguiar Lemes, UNESA/UFF

Doutor em Geografia na Universidade Federal Fluminense (2018). Atualmente é professor na Universidade Estácio de Sá no Departamento de Geografia, Arquitetura, Engenharia Civil e Engenharia Ambiental, Superintendente de Defesa Civil do município de São Gonçalo e Sócio fundador da ENGEO Treinametos. Tem experiência na área de Geografia, Geografia Física, Análise Ambiental e Engenharia Civil, com ênfase em Geoprocessamento, Mecânica dos Solos, Topografia, Geotecnia, Pedologia, Geomorfologia, Sondagens, Estabilidade de Taludes, Sensores de Umidade do Solo, Caracterização Física e Química de Solos.

Alessandra Silveira Machado, University Federal of Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ)

Doutora em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015). Tem experiência na área de Engenharia Nuclear, com ênfase em Física Nuclear Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: tomografia computadorizada, fluorescência de raios X e radiografia digital.

Gustavo Mattos Vasques, Brazilian Agricultural Research Corporation (EMBRAPA)

Dr. em Soil and Water Science. Researcher at Brazilian Agricultural Research Corporation, Rio de Janeiro (RJ), Brazil.

Hugo Machado Rodrigues, Federal University Rural of Rio de Janeiro (UFRRJ)

Msc. Student in Agronomy . Federal University Rural of Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (RJ), Brazil.

Ricardo Tadeu Lopes, University Federal of Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ)

Dr. in Nuclear Engineering. Professor Federal University of Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (RJ), Brazil.

Reiner Olíbano Rosas, University Federal Fluminense (UFF)

Dr. in Geography. Federal University Fluminense, Rio de Janeiro (RJ), Brazil.

References

BREWER, R., 1964. Fabric and mineral analysis of soils. Huntington, N.Y.: R.E. Krieger. Crestana, S., 1992. Calibração e Uso de um Tomógrafo Computadorizado em Ciência do Solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo. 16, 161-167.
FELDKAMP, L.A., DAVIS, L.C., KRESS, J.C., 1984. Pratical cone beam algorithm. Journal of the Optical Society of America. 1(6), 612-619.
GONZALEZ, R.C. & WOODS, R.E., 2002. Digital Image Processing, 2nd Ed. Prentice Hall, USA.
GARBOUT, A., MUNKHOLM, L.J.; HANSEN, S.B., PETERSEN, B.M.,MUNK, O.L., PAJOR, R., 2012. The use of PET/CT scanning technique for 3D visualization and quantification of real-time soil/plant interactions. Plant and Soil, The Hague. 352, 113-127.
HILLEL, D., 1972. Soil and water: physical principles and processes. 3rd. Ed. New York: Academic, 288.
KAESTNER, A.; SCHNEEBELI, M.; GRAF, F., 2016. Visualizing threedimensional root networks using computed tomography. Geoderma. 136, 459-469.
LUO, L.; LIN, H., LI, S., 2010. Quantification of 3-D soil macropore networks in different soil types and land uses using computed. Journal of Hydrology, in press.
MACHADO, A.S., DAL Bó, P.F.F., LIMA, I., BORGHI, L., LOPES, R., 2015. X-ray microtomography characterization of carbonate microbialites from a hypersaline coastal
lagoon in the Rio de Janeiro state – Brazil. Nuclear Instruments and Methods in Physics Research Section A. 784, 574-580.
MUNKHOLM, L. J., HECK, R.J., DEEN, B., 2012. Soil pore characteristics assessed from Xray micro-CT derived images and correlations to soil friability. Geoderma. 181-182, 22-29.
PIRES, L.F., BORGES, J.A.R., BACCHI, O.S., REICHARDT, K., 2010. Twenty-five years of computed tomography in soil physics: A literature review of the Brazilian contribution. Soil & Tillage Research. 110, 197-210.
SLEUTEL, S., BOUCKAERT, L., BUCHAN, D., VAN LOO, D., CORNELIS, W.M., SANGA. H.G., 2012. Manipulation of the soil pore and microbial community structure in soil mesocosm incubation studies. Soil Biology and Biochemistry. 45, 40-48.
STUMPF, L.; PAULETTO, E. A.; FERNANDES, F. F.; SUZUKI, L. E. A. K.; SILVA. T. S.; PINTO, L. F. S. & LIMA, C. L. R., 2014. Perennial grasses for recovery of the aggregation capacity of a reconstructed soil in a coal mining area in southern brazil. Revista Brasileira Ciência do Solo. 38, 327-335.
TAVARES FILHO, J., TESSIER, D., 2009. Characterization of soil structure and porosity under long-term conventional tillage and no-tillage systems. Revista Brasileira Ciência do Solo. 33, 1837-1844.
Published
08/11/2019
How to Cite
LEMES, Marcelo Wermelinger Aguiar et al. INFLUENCE OF SOIL COVER ON PORE DISTRIBUTION AND CONNECTIVITY DENSITY IN A FERRALSSOL EVALUATED BY 3D COMPUTERIZED MICROTOMOGRAPHY. Mercator, Fortaleza, v. 18, nov. 2019. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/e18029a>. Date accessed: 06 apr. 2020. doi: https://doi.org/10.4215/rm2019.e18029.
Section
ARTICLES