SOIL USE AND OCCUPATION OF WIND FARM AGRICULTURAL AREAS

Abstract

Wind energy, despite being considered clean and renewable, has negative impacts in the social and environmental scope, significantly altering coastal areas and the interior of Northeast Brazil, this is mainly due to the new land uses arising from the installation of wind towers. Thus, the objective of this research was to analyze changes in land use and occupation of agricultural areas exploited by wind energy, to identify the potential of these agricultural areas for the construction of wind farms and to verify the reconciliation between wind and agricultural activity. Primary and secondary data collection was used, covering semi-structured interviews and analysis of satellite images. The study area was the municipality of Serra do Mel, located in the State of Rio Grande do Norte, Brazil. The results obtained were processed in the geographic information system QGIS and demonstrated through thematic maps and graphs. It was possible to conclude that the installation of wind farms caused few changes in the classes of use and occupation of the land, it was found that the agricultural areas of Serra do Mel have great potential for wind energy due to the speed of the winds and the condition of the land and identified there is also the possibility of reconciling agricultural and wind activity.

Author Biographies

Manoel Fortunato Sobrinho Júnior, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró (RN), Brasil

Mestre em Ambiente, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN (2010). Especialista em Contabilidade e Planejamento Tributário pela UFERSA (2013). Técnico em Agropecuária pela Escola Agrícola de Jundiaí - UFRN (2005). Atualmente trabalha como Técnico em Agropecuária na Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA.

Elis Regina Costa de Morais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró (RN), Brasil

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido(1995), especialização em Especialização Em Irrigação e Drenagem pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido(1996), mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Viçosa(1999) e doutorado em Recursos Naturais pela Universidade Federal de Capina Grande(2006). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Prestação de Serviço do Fundação Guimarães Duque, Revisor de periódico da Revista Brasileira de Agricultura Irrigada e Revisor de periódico da Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Ciência do Solo. Atuando principalmente nos seguintes temas:mulch, recursos hidricos, Melão, caracteristicas ambientais. 

Paulo César Moura da Silva, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró (RN), Brasil

Possui graduação em Engeharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (1998), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal da Paraíba (2001) e doutorado em Recursos Naturais pela Universidade Federal de Campina Grande (2006). Atualmente é porfessor adjunto da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Geoprocessamento, atuando principalmente nos seguintes temas: qualidade de água, geoprocessamento, sig, fertirrigação e degradação ambiental

References

ANEEL - AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. 2020. Sistema de Informações da ANEEL (SIGA). Disponível em: http://www.aneel.gov.br/siga. Acesso em: 04 fev. 2020.

ANEEL - AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. 2020. Sistema de informações geográficas do setor elétrico (SIGEL). Disponível em: https://sigel.aneel.gov.br/portal/home/index.html. Acesso em: 04 fev.2020.

ARMSTRONG, A.; BURTON, R. R.; LEE, S. E.; MOBBS, S.; OSTLE, N.; SMITH, V.; WALDRON, S.; Whitaker, J. Ground-level climate at a peatland wind farm in Scotland is affected by wind turbine operation. Environmental Research Letters, v. 11, p. 1-8, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1088/1748-9326/11/4/044024

ABEEÓLICA - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA EÓLICA. Boletim anual de Geração, 2018. Disponível em: http://abeeolica.org.br/wp-content/uploads/2019/05/Boletim-Anual_2018.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020

BRANNSTROM, C.; TILTON, M.; KLEIN, A.; JEPSON, W. Spatial distribution of estimated wind-power royalties in west Texas. Land, 4, 1182-1199, 2015. DOI: https://doi.org/10.3390/land4041182

BRANNSTROM, C.; GORAYEB, A.; MENDES, J. S.; LOUREIRO, C.V.; MEIRELES, A. J. DE A.; SILVA, E. V.; FREITAS, A.L.R.; OLIVEIRA, R.F. Is Brazilian Wind power development sustainable? Insights from a review of conflicts in Ceará state. Renewable and Sustainable Energy Reviews 67, 62–71, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.rser.2016.08.047

CETINAY, H.; KUIPERS, F.A.; GUVEN, A.N. Optimal siting and sizing of wind farms. Renewable Energy 101, 51e58, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.renene.2016.08.008

CÎRSTEA, S. Socio-economic impact of wind turbines implementation. Annals of the „Constantin Brâncuşi” University of Târgu Jiu, Economy Series, Issue 6/2015 Academica brâncuşi” publisher. Disponível em: https://econpapers.repec.org/article/cbujrnlec/y_3a2015_3av_3a6_3ap_3a145-151.htm.

COSERN - Companhia Energética do Rio Grande do Norte. Potencial eólico do estado do Rio Grande do Norte. Rio Grande do Norte: COSERN, 2003. Disponível em: http://www.cresesb.cepel.br/publicacoes/download/atlas_eolico/atlas_eolico_RN.pdf.

CPRM – COMPANHIA DE PESQUISA E RECURSOS MINERAIS. Dados, informações e produtos do Sistema Geológico do Brasil. Disponível em: http://geosgb.cprm.gov.br/. Acesso em: 04 fev. 2020.

DANTAS, E.J.A; ROSA, L. P.; SILVA, N. F.; PEREIRA, M.G. Wind Power on the Brazilian Northeast Coast, from the Whiff of Hope to Turbulent Convergence: The Case of the Galinhos Wind Farms. Sustainability, 11 (14), 3802, 2019. DOI: https://doi.org/10.3390/su11143802

DORTZBACH, D.; BLAINSKI, E.; FARIAS, M. G.; PEREIRA, A.P. E.; PEREIRA, M. G.; GONZÁLEZ, A. P. Análise da dinâmica da paisagem no uso e cobertura das terras nos municípios de Camboriú e balneário camboriú, SC. Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.37, v.2, p.5-26, 2015. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/article/view/2548. Acesso em: 03 fev. 2020.

DUARTE, R. Pesquisa qualitativa: reflexões sobre o trabalho de campo. Cadernos de Pesquisa, n.115, p.139-154, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-15742002000100005.

EMPARN - EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DO RN. Monitoramento Pluviométrico. Disponível em: http://meteorologia.emparn.rn.gov.br:8181/. Acesso em: 03 fev. 2020

EPE - EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Sistema de informações geográficas do setor energético brasileiro. Disponível em: https://gisepe.epe.gov.br/WebMapEPE/. Acesso em: 05 abr. 2020.

FONTANELLA, B. J. B; RICAS, J.; TURATO, E. R. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.24, n. 1, p. 17-27, 2008, DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2008000100003

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GLOBAL WIND ATLAS. 2020. Arquivos GIS. Disponível em: https://globalwindatlas.info/downloads/gis-files. Acesso em: 04 fev.2020.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br. Acesso em: 03 fev. 2020

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades. 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/serra-do-mel/panorama. Acesso em: 03 fev. 2020

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Portal de mapas. 2020. Disponível em: https://portaldemapas.ibge.gov.br/portal.php#homepage. Acesso em 02 fev. 2020.

KATSAPRAKAKIS, D. AL. A review of the environmental and human impacts from wind parks. A case study for the Prefecture of Lasithi, Crete. Renewable and Sustainable Energy Reviews 16, 2850– 2863, 2012. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rser.2012.02.041

LOUREIRO, C. V.; GORAYEB A.; BRANNSTROM C. Implantação de energia eólica e estimativa das perdas ambientais em um setor do litoral oeste do ceará, brasil. Geosaberes, Fortaleza, v. 6, número especial (1), p. 24 - 38, out. 2015. Disponível em: http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/361. Acesso em: 20 abr. 2020

LOUREIRO, C.V.; GORAYEB, A.; BRANNSTROM, C. Análise comparativa de políticas de implantação e resultados sociais da energia eólica no Brasil e nos Estados Unidos. Revista RaeGa. Curitiba, v.40, p.231-247, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v40i0.45344

MENDES, J. S.; GORAYEB, A.; BRANNSTROM, C. Diagnóstico participativo e cartografia social aplicados aos estudos de impactos das usinas eólicas no litoral do Ceará: o caso da Praia de Xavier, Camocim. GEOSABERES-Revista de Estudos Geoeducacionais, v. 6, n. 3, p. 243-254, 2016. Disponível em: http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/510. Acesso em 03 fev. 2017.

MMA - MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Download de dados geográficos. Disponível em: http://mapas.mma.gov.br/i3geo/datadownload.htm. Acesso em: 03 fev. 2020.

PINTO, L. I. C; MARTINS, F. R.; PEREIRA, E. B. O mercado brasileiro da energia eólica, impactos sociais e ambientais. Revista Ambiente & Água vol. 12 n. 6 Taubaté: 2017. DOI: https://doi.org/10.4136/ambi-agua.2064.

ROCHA, A.P.B. A Atividade petrolífera e a dinâmica territorial no Rio Grande do Norte: uma análise dos municípios de Alto do Rodrigues, Guamaré e Mossoró. 2013, 279 p. Tese de Doutorado. UFPE, Recife. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/10362/1/aristotelina_tese.pdf. Acesso em: 02 fev. 2020.

STORTO, C., COCATO, G. P. Análise de Fragilidade Ambiental a partir de Técnicas de Geoprocessamento: Área de Influência da Hidrelétrica de Mauá – PR. Revista Brasileira de Geografia Física v.11. n.5, 1694-1708, 2018. DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.5.p1694-1708

TABASSUM-ABBASI.; PREMALATHA, M.; TASNEEM-ABBASI, P.; ABBASI, S.A. Wind energy: Increasing deployment, rising environmental concerns. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 31, 270–288, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.rser.2013.11.019

TANG, B., WU, D., ZHAO, X., ZHOU, T., ZHAO, W., WEI, H. The Observed Impacts of Wind Farms on Local Vegetation Growth in Northern China. Remote Sensing. 9(4), 332, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.3390/rs9040332

TRALDI, M. Os impactos socioeconômicos e territoriais resultantes da implantação e operação de parques eólicos no semiárido Brasileiro. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales Universitat de Barcelona Scripta Nova, v. XXII, n.589, 2018, DOI: https://doi.org/10.1344/sn2018.22.19729

USGS - UNITED STATES GEOLOGICAL SURVEY. 2020. Earth Explorer. Disponível em: https://earthexplorer.usgs.gov/. Acesso em: 03 fev.2020.

WEISS, C.V.V., ONDIVIEL, B., GUINDA, X., JESUS F.D., GONZALEZ, J., GUANCHE, R., JUANES, J.A. Co-location opportunities for renewable energies and aquaculture facilities in the Canary Archipelago. Ocean. Coast. Manage. 62-71, 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.ocecoaman.2018.05.006

YANAGUIZAWA LUCENA, J. A.; AZEVEDO LUCENA, K. A. Wind energy in Brazil: an overview and perspectives under the triple bottom line. Clean Energy, v.3, n.2, 69–84, 2019. DOI: https://doi.org/10.1093/ce/zkz001
Published
28/10/2020
How to Cite
SOBRINHO JÚNIOR, Manoel Fortunato; MORAIS, Elis Regina Costa de; SILVA, Paulo César Moura da. SOIL USE AND OCCUPATION OF WIND FARM AGRICULTURAL AREAS. Mercator, Fortaleza, v. 19, oct. 2020. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/e19030>. Date accessed: 06 mar. 2021. doi: https://doi.org/10.4215/rm2020.e19030.
Section
ARTICLES