LAZER E TRABALHO NO ESPAÇO URBANO-METROPOLITANO CONTEMPORÂNEO /// \\\ LEISURE AND WORK IN CONTEMPORARY URBAN-METROPOLITAN SPACE

  • Angelo Serpa Universidade Federal da Bahia - Salvador (BA)

Abstract

O ponto de partida para a discussão proposta neste artigo é a premissa de que a produção dos espaços de lazer está indissociável e dialeticamente relacionada com a produção dos espaços de trabalho nas cidades e metrópoles da contemporaneidade. Parte-se também do pressuposto de que as relações capital-trabalho/trabalho-lazer experimentaram modificações relevantes nas últimas décadas, que devem ser consideradas na análise da temática proposta. Busca-se caracterizar as transformações econômicas, políticas, sociais e culturais das relações capital-trabalho/trabalho-lazer no mundo contemporâneo, a partir da consolidação da sociedade industrial e da era moderna, para, em seguida, apresentar um estudo de caso específico em bairros populares de Salvador e Feira de Santana, sobre o trabalho e o lazer de microempreendedores, microempresários e consumidores dos bairros analisados, indicando e problematizando essas transformações em um contexto espaço-temporal específico. Por fim,com base nos conceitos de “ócio criativo” e “teletrabalho”, amplia-se a discussão para refletir como as mudanças nas relações capital-trabalho/trabalho-lazer podem impactar o dia a dia das cidades e metrópoles, aprofundando uma visão prospectiva sobre esses impactos em contexto urbano e metropolitano.

Palavras-chave: Lazer; Trabalho; Empreendedorismo; Ócio Criativo; Cidade; Metrópole.

Abstract

The starting point for the discussion proposed in this article is the premise that the production of leisure spaces is inseparable and dialectically related to the production of work spaces in contemporary cities and metropolises. It is also based on the assumption that capital-work/work-leisure relationships have undergone relevant modifications in recent decades, which should be considered in the analysis of the proposed theme. The aim is to characterize the economic, political, social and cultural transformations of capital-work/work-leisure relationships in the contemporary world, starting from the consolidation of industrial society and the modern era, and moving on to present a specific case study of working class neighborhoodsin Salvador and Feira de Santana, about the work and leisure of micro-entrepreneurs, the proprietors of micro-businesses, and consumers in neighborhoods in the study, indicating and problematizing these transformations in a spatial-temporal context. Finally, based on the concepts of “creative idleness” and “telework” the discussion is widened to reflect on how the changes in capital-work/work-leisure relationships may impact on daily life in cities and metropolises, deepening a prospective vision of these impacts in an urban and metropolitan context.

Key words: Leisure, Work, Entrepreneurship, Creative Idleness, City, Metropolis.

Resumen

Para la discusión propuesta en este artículo, se toma como punto de partida, la premisa de que la producción de los espacios de ocio es indisociable y dialécticamente relacionada con la producción de los espacios de trabajo en las ciudades y metrópolis contemporáneas. Se parte también del supuesto de que las relaciones capital-trabajo/trabajo-ocio experimentaron modificaciones relevantes en las últimas décadas, que deben ser consideradas en el análisis de la temática propuesta. Se busca caracterizar las transformaciones económicas, políticas, sociales y culturales de las relaciones capital-trabajo/trabajo-ocio en el mundo contemporáneo, a partir de la consolidación de la sociedad industrial y de la era moderna, para, después, presentar un estudio de caso específico en barrios populares de Salvador y Feira de Santana, sobre el trabajo y el ocio de microemprendedores, microempresarios y consumidores de los barrios analizados, evidenciando y problematizando esas transformaciones en un contexto espacio temporal específico. Por último, con base en los conceptos de “Ocio creativo” y “teletrabajo”, se amplía la discusión para reflexionar en cómo las mudanzas en las relaciones capital-trabajo/trabajo-ocio pueden impactar el día a día de las ciudades y metrópolis, profundizando en una visión prospectiva sobre tales impactos en un contexto urbano y metropolitano.

Palabras clave: Ocio; Trabajo; Iniciativa empresarial; Ocio creativo; Ciudad; Metrópolis.

 

Author Biography

Angelo Serpa, Universidade Federal da Bahia - Salvador (BA)
Doutor em Planejamento Paisagístico e Ambiental pela Universitaet Für Bodenkultur Wien (1994), com pós doutorado em Estudos de Organização do Espaço Exterior e Planejamento Urbano-Regional e Paisagístico realizado na Universidade de São Paulo (1995-1996) e em Geografia Cultural e Urbana realizado na Université Paris IV (Sorbonne/2002-2003) e na Humboldt Universität zu Berlin (2009). Atualmente é professor associado da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência nas áreas de Geografia e de Planejamento, com ênfase em Geografia Urbana, Geografia Regional e Geografia Cultural, Planejamento Urbano, Planejamento Regional e Planejamento Paisagístico, trabalhando principalmente os seguintes temas de pesquisa: espaço público, periferias urbanas e metropolitanas, manifestações da cultura popular, identidade de bairro, cognição e percepção ambiental, apropriação sócio-espacial dos meios de comunicação, estratégias de regionalização institucional. É docente permanente na Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo e no Mestrado em Geografia da Universidade Federal da Bahia, onde também é editor responsável pela Revista GeoTextos. Bolsista Produtividade CNPq.
Published
11/02/2016
How to Cite
SERPA, Angelo. LAZER E TRABALHO NO ESPAÇO URBANO-METROPOLITANO CONTEMPORÂNEO /// \\\ LEISURE AND WORK IN CONTEMPORARY URBAN-METROPOLITAN SPACE. Mercator, Fortaleza, v. 14, n. 4, p. 137-148, feb. 2016. ISSN 1984-2201. Available at: <http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/1775>. Date accessed: 29 mar. 2020.

Keywords

Lazer; Trabalho; Empreendedorismo; Ócio Criativo; Cidade; Metrópole; Leisure; Work; Entrepreneurship; Creative Idleness; City; Metropolis.